Moonrise Kingdom, Wes Anderson, EUA (2012)

moonrisekingdom-lost

Que trabalho maravilhoso esse do Wes Anderson (com dedo do Roman Coppola) com certeza seu melhor filme. Já fiquei sabendo que saiu em Cannes mas não vem ganhando relevância, uma enorme injustiça até então, mas acredito que o filme esteja na mira da “Academia”.

Sabe aquele filme com crianças mas exclusivamente feito para adultos? Pois é.

Se passa nos 60’s e conta a história de um jovem (muito jovem) casal apaixonado, Suzy e Sam, vivendo o drama de um amor proibido meio shakesperiano, devido as circunstâncias de serem demasiados jovens (12 anos), resolvem então fugir e passam a ser perseguidos por vários adultos, família e autoridades locais. A delícia se passa durante a fuga dos pombinhos para um cenário bucólico e selvagem, carregado de comédia fina e muita aventura em meio ao caos, no estilo “fantasia da cabeça de criança”, apelando para nossas emoções e imaginação de maneira mágica.

O elenco majestoso do filme não necessariamente é o motivo da grandiosidade deste, astros como Bill Murray, Bruce Willis, Tilda Swinton, Edward Norton, Frances McDormand e Jason Schwartzman passam pelo filme como elementos essenciais e naturais mas o verdadeiro destaque é todo para os novatos, Jared Gilman e Kara Hayward, que interpretam seus papeis genuinamente bem. Atentai para o fato de que não deixa a impressão de que seja um verdadeiro romance entre pré-adolescentes, uma relação de amor verídica, na verdade, passa uma mensagem linda de amizade entre os dois  jovens, que não estão necessariamente envolvidos por amor profundo e sim pela plena confiança de uma amizade verdadeira. O que é muito lindo e nos comove pela inocência dos dois protagonistas.

A fotografia não pode deixar de ser destacada, é um filme esteticamente impecável, linda e extravagante, Wes Anderson tem essa criatividade ímpar digna de fascinação. A trilha sonora é agradabilíssima e vai em uma bela sincronia com o filme. “Moonrise Kingdom” é sem esforços um dos melhores filmes do ano.

Eu sempre fico mais cativada pelos filmes cheios de irrealismo, sempre bom fugir do contexto intelectual.

Anúncios

Sobre Carolina Alves

Feminista, cinéfila, bookaholic, Assistente Social, mestranda em Sociologia, desbravadora insaciável dos estudos de gênero, vive dando sua opinião não-requisitada sobre música, tv, cinema, política, literatura, vida alheia e futilidades acaloradas via twitter. @fuckyeahcarol
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s