Ghost World – Aprendendo a Viver, Terry Zwigoff (2001)

 

Não entendi como esse filme foi tão premiado pois sinceramente, não gostei. É mais uma daquelas chatices cults superestimadas, envolve uma série de temas legais mas trabalhados numa monotonia vaga, acho que talvez tenha causado impacto na época, mas pra mim passou como um filminho sessão da tarde. (Sou mais uma vibe: Jovens Bruxas e Segundas Intenções)

Enid (Thora Birch) e Rebecca (Scarlett Johansson) são duas adolescentes recém-saídas do segundo grau que começam a enfrentar as incertezas da existência. Planejam um futuro, cheio de possibilidades, em que serão sempre amigas, mas logo percebem que a realidade da vida adulta é bem diferente do que imaginavam.

Duas coisas que amei no filme, a fotografia bizarra e o título nacional. Mundo Cão que é uma expressão habitualmente usada para se referir ao cotidiano hostil dos homens, algo que vai muito além de crises adolescentes e da rebeldia exagerada e sem causa de Enid, que vive em seu próprio mundo cão, em que tudo gira em torno dela mesma.

Anúncios

Sobre Carolina Alves

Feminista, cinéfila, bookaholic, Assistente Social, mestranda em Sociologia, desbravadora insaciável dos estudos de gênero, vive dando sua opinião não-requisitada sobre música, tv, cinema, política, literatura, vida alheia e futilidades acaloradas via twitter. @fuckyeahcarol
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s